Mulheres, mineiras, brasileiras

É fato que 08 de março é o Dia Internacional da Mulher, embora defenda que todos os dias devem ser dedicados à elas. Mas, sabemos que muitos se esquecem disso e não nos custa nada lembrar. Março, tradicionalmente, é o mês em que celebramos a importância delas em nossas vidas e ocorrem diversas homenagens, pois a data é mundial.

Vemos um avanço constante, positivo, nas lutas e causas voltadas ao público feminino. Em fevereiro, por exemplo, comemoramos o Dia da Conquista do Voto Feminino, fato importantíssimo para nossa democracia e para o equilíbrio social.

Já enxergamos mais paridade na remuneração entre homens e mulheres. Mais denúncias de agressão e assédio são apuradas e já existem leis mais fortes para proteção e cuidado das vítimas de violência. Entretanto, estamos apenas no início da caminhada rumo à igualdade entre os gêneros.
Em minha equipe elas dominam: estão espalhadas pelas chefias, secretariado, assessoria política, lideranças locais, enfim, por todo o lado. Na vida pessoal, não é diferente.

Em 2020 nossa proposta de campanha para homenagear nossas parceiras de toda a vida segue a ideia propagada pela ONU Mulheres que é de igualdade para todos. Porém, quisermos ir um pouco além e dar voz à elas, ouvindo e compartilhando suas opiniões sobre o que pensam de nossa sociedade e quais as mudanças gostariam de ver.

Nossos parceiros buscaram personagens de toda Minas Gerais, com diferentes sotaques, experiências e tenho certeza de que nossas mineiras irão nos trazer, com sua participação, muitos feedbacks, reflexões, aprendizado para todos.
Como filho, marido, irmão, neto, sobrinho, político, amigo, colega e líder de figuras fantásticas, desejo que as brasileiras e as demais mulheres do mundo estejam sempre no lugar onde almejam estar e que sejam amadas, respeitadas e homenageadas como merecem.

Respeitosamente,
Júlio Delgado
Deputado Federal
(PSB/MG)