Júlio Delgado viaja à Alemanha para denunciar TÜV SÜD, pelo crime de Brumadinho

O deputado federal Júlio Delgado (PSB/MG), presidente da CPI de Brumadinho, chegou à Alemanha neste domingo (20/10). Ao lado do relator da Comissão, Rogério Correia (PT/MG), estão em Missão Oficial para denunciar às autoridades daquele país a empresa alemã Tüv Süd, responsável pela emissão do laudo que atestou a segurança da barragem B1, da Mina de Córrego do Feijão, (da mineradora Vale) que, em 25 de janeiro deste ano, deixou mais de 270 mortos e outras centenas de feridos.

A viagem oficial dos parlamentares tem o objetivo de solicitar providências junto à Justiça alemã para que colaborem com a CPI na apresentação da denúncia contra a empresa. Foram encaminhados às autoridades, inclusive, dados técnicos e outros documentos que comprovam o envolvimento da Tüv Süd no “Crime de Brumadinho”. Os deputados foram convidados pelo Centro Europeu de Direitos Constitucionais e Humanos (ECCHR), que iniciou paralelamente um projeto para apurar a responsabilidade da empresa.

Além do apoio às investigações da Justiça alemã, o deputado Júlio Delgado tem encontros marcados no Parlamento, onde também irá munir a Comissão de Meio Ambiente local de informações sobre o rompimento da barragem. Em entrevista ao jornal O Tempo, de Belo Horizonte, o presidente da CPI de Brumadinho falou sobre a importância deste apoio:

“A Tüv Süd foi uma empresa estatal, muito conceituada na Alemanha, e eles precisam saber se foi desleixo ou qual o motivo de terem emitido um laudo de estabilidade tão irresponsável e estarem se eximindo de qualquer tipo de responsabilidade”, declarou Júlio Delgado.