Decreto do governo sobre a extinção da reserva mineral na Amazônia

Não se enganem com a alteração no decreto do governo sobre a extinção da reserva mineral na Amazônia. Na verdade, a emenda saiu pior que o soneto e o objeto ainda é permitir a exploração mineral por grupos privados (leia-se levar embora nossa riqueza preservada a preço de banana). O governo nega que tenha divulgado a extinção de forma antecipada a empresários canadenses. Quem vai descobrir a verdade é a CPI que estamos coletando assinaturas para formar em Brasília. A sociedade precisa continuar atenta às ações deste desgoverno.

 

Saiba mais aqui.