CPI vai à Congonhas-MG ouvir comunidades que vivem às margens da barragem Casa de Pedra

Na próxima segunda-feira (01/07), a CPI de Brumadinho da Câmara Federal irá ao município de Congonhas-MG, distante cerca de 80 quilômetros da capital Belo Horizonte, para mais uma reunião externa, agora para ouvir a população da cidade e andamento das negociações das áreas habitadas próximas à barragem Casa de Pedra, da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), com potencial elevado de rompimento.

O presidente da Comissão, deputado federal Júlio Delgado (PSB/MG), quer ouvir os relatos dos moradores dos bairros do Cristo Rei e Residencial Gualter Monteiro, que vivem próximos à barragem, considerada uma das maiores do mundo próxima à área urbana. A estimativa é de que ela possui perto de 50 milhões de metros cúbicos de rejeitos de minério de ferro, no total.

Nas redondezas, também estão instalados equipamentos públicos, escolas e creches – estas, inclusive, foram interditadas no início do ano. Estudos realizados pela Prefeitura da cidade informam que, na hipótese do vazamento, as pessoas seriam atingidas em segundos sem qualquer possibilidade de reação e salvamento.

Além de representantes do Judiciário, Ministério Público e outras autoridades locais, a CPI de Brumadinho convidou representantes da população e de entidades ligadas às causas humanas e ambientais, além de funcionários da empresa para discutir os questionamentos levantados durante o encontro.

 

Reuniões externas

A CPI já esteve, desde o início do ano, em Brumadinho para audiência pública e foi até Barão de Cocais, no fim de maio, para conversar sobre a ameaça iminente do deslizamento do talude localizado próximo à barragem Sul Superior da Mina Gongo Soco.

Serviço

Visita da CPI de Brumadinho à Congonhas – MG
Local: Câmara Municipal de Congonhas
Início: segunda-feira (01/07), às 09h.