Júlio Delgado votou pelo não

O deputado federal Júlio Delgado votou contra os interesses do governo de acelerar as discussões da reforma trabalhista. No dia 19 de abril, foi presenciado um verdadeiro absurdo e uma afronta a nossa democracia, de acordo com o deputado. Júlio explica que um dia após o plenário ter rejeitado esta matéria, o presidente da Casa, Rodrigo Maia, forçou uma nova rodada de votações, atendendo aos interesses do governo. Desta vez, após esta manobra questionável, a proposta saiu vencedora.

“Acelerar um trâmite que mexe em tantos direitos trabalhistas não é benéfico à nossa sociedade. Vou continuar na luta para que este texto, ainda na comissão especial, não seja aprovado em plenário. Não é isso que o trabalhador brasileiro deseja”, afirma o deputado, que votou não nas duas oportunidades.

Clique bit.ly/ResultadoDaVotação e confira o resultado oficial da votação.